sábado, 5 de março de 2016

Poema Wagner Baldez: DESPREZO COMO FORMA DE VINGANÇA





Por Wagner Baldez (*)

Vai, o quanto antes, oh, alma penada!
Para bem distante do nosso convívio.
Onde possas realizar com prazer,
O restante dos teus mórbidos sonhos!


Se pensas voltar... é teimar tal qual uma mula!
Sabendo que o eleitor te nega apreço ou qualquer tipo de ajuda;
Por não mais procederes, como o de outrora louvado Lula...
Hoje, investido na figura de um Judas!

Tal a nossa profunda e justificada decepção!
Ao te envolveres com Sarney e outros da mesma laia
Haja vista referida cambada, por te veementemente execrada!
Ao ponto de afirmares ser ele um refinado ladrão!!!




O presente poema é dedicado ao líder do PT (Partido dos Trapaceiros); ressaltando, por oportuno, que somos, veementemente, contra o PMDB, o PSDB ou qualquer agremiação de direita.



(*) Wagner Baldez - Servidor Público Aposentado, membro do Comitê de Defesa da Ilha, um dos fundadores do Instituto Maria Aragão. Integra a Executiva Estadual do PSOL/MA