quinta-feira, 1 de setembro de 2016

Artigo Wagner Baldez: HENRIQUE DE LA ROQUE - PROTÓTIPO DE NOBRES E INQUESTIONÁVEIS QUALIDADES




Por Wagner Baldez (*)

Reservamos este espaço, embora exíguo, para tratar da figura desse nosso conterrâneo, já que na data de 16 do mês em curso, fez 34 anos de falecido. Acontecimento que, coincidentemente, deu-se no mesmo dia do seu nascimento: 16 de agosto. Se vivo fosse, completaria 104 anos de existência.

Era ele inigualável no trato dispensado às pessoas, fossem ricos ou pobres, brancos ou negros. A sua maneira educada e carinhosa fez dele um ser humano querido e idolatrado por todos que o conheceram e que nele buscavam amparo necessário. Nutria uma humildade franciscana, como bem afirmavam o Dr. Michel Nazar e o jornalista Erasmo Dias.

Dedicavam os mais elogiosos conceitos ao seu respeito, ao ponto de considerá-lo o melhor homem do mundo. Inferindo-se daí o quanto ele era estimado, inclusive por parlamentares de instâncias partidárias oposta a dele.

Nessa particularidade, ate o Partido Comunista, através de seus membros, dedicavam respeito e admiração pela sua pessoa, sendo a Dra. Maria Aragão uma espécie de arauto a proclamar de maneira afetuosa e entusiástica a sua conduta.

Todas essas gentilezas que lhe foram prestadas, as recebia com a serenidade costumeira, jamais se deixando dominar ou seduzir pela vaidade de qualquer natureza.

Como deputado federal, assumiu a cadeira por 20 anos, isto no período de 1954 a 1974, inclusive sendo, através de três eleições consecutivas, primeiro Secretário da Câmara Federal. Ocupou o cargo de senador por 7 anos: 1975 a 1982, para logo após ser investido na função de Ministro do Tribunal de Contas da União.

O que mais lhe fazia feliz ou realizado na vida era nos momentos em que podia ser útil àqueles que procuravam nele o necessário amparo...

Nos dizeres do jornalista e escritor Wolney Milhomem, filho de Barra do Corda: Se alguém tentar lhe apontar algum deslize como homem público, sem dúvida responderá no tribunal da História, pela calúnia cometida.

Portanto, o verdadeiro perfil desse nosso representante no parlamento e alhures, tornando-se verdadeiro condômino dos corações da gente maranhense!


O que nos resta dizer a respeito desse nosso representante, através da presente homenagem póstuma, é que nos orgulhamos de sua atuação. Razão de afirmarmos ser o mesmo HÓSPEDE PERMANENTE DAS NOSSAS SAUDOSAS LEMBRANÇAS!



(*) Wagner Baldez - Servidor Público Aposentado, membro do Comitê de Defesa da Ilha, um dos fundadores do Instituto Maria Aragão. Integra a Executiva Estadual do PSOL/MA